segunda-feira, 31 de maio de 2010

"Ajuda-me, Senhor, a fazer de novo a escolha por Ti; a sair da mediocridade e voltar ao heroísmo da caridade; a me engajar mais nos teus projetos; a não descansar enquanto houver almas a salvar. Dá-me novo ardor apostólico; novo elã missionário. Coloca no meu coração os teus interesses; a tua luta, o meu viver!"

Trecho do livro: O segundo chamado (René Voillaume - Ed.Shalom)

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Os cristãos no mundo

Caros leitores, deixo aqui o texto do Ofício das Leituras de hoje, um trecho da Da Carta a Diogneto(Séc.II)

Um abraço a todos,

Pe. Renato.

___________________________

OS CRISTÃOS NO MUNDO


Os cristãos não se diferenciam dos outros homens nem pela pátria nem pela língua nem por um
gênero de vida especial. De fato, não moram em cidades próprias, nem usam linguagem
peculiar, e a sua vida nada tem de extraordinário. A sua doutrina não procede da imaginação
fantasista de espíritos exaltados, nem se apóia em qualquer teoria simplesmente humana, como
tantas outras.

Moram em cidades gregas ou bárbaras, conforme as circunstâncias de cada um; seguem os
costumes da terra, quer no modo de vestir, quer nos alimentos que tomam, quer em outros usos;
mas o seu modo de viver é admirável e passa aos olhos de todos por um prodígio. Habitam em
suas pátrias, mas como de passagem; têm tudo em comum como os outros cidadãos, mas tudo
suportam como se não tivessem pátria. Todo país estrangeiro é sua pátria e toda pátria é para
eles tera estrangeira. Casam-se como toda gente e criam seus filhos, mas não rejeitam os
recém-nascidos. Têm em comum a mesa, não o leito.

São de carne, porém, não vivem segundo a carne. Moram na terra, mas sua cidade é no céu.
Obedecem às leis estabelecidas, mas com seu gênero de vida superam as leis. Amam a todos e
por todos são perseguidos. Condenam-nos sem os conhecerem; entregues à morte, dão a vida.
São pobres, mas enriquecem a muitos; tudo lhes falta e vivem na abundância. São desprezados,
mas no meio dos opróbrios enchem-se de glória; são caluniados, mas transparece o testemunho
de sua justiça. Amaldiçoam-nos e eles abençoam. Sofrem afrontas e pagam com honras.
Praticam o bem e são castigados como malfeitores; ao serem punidos, alegram-se como se lhes
dessem a vida. Os judeus fazem-lhes guerra como a estrangeiros e os pagãos os perseguem; mas
nenhum daqueles que os odeiam sabe dizer a causa do seu ódio.

Numa palavra: os cristãos são no mundo o que a alma é no corpo. A alma está em todos os
membros do corpo; e os cristãos em todas as cidades do mundo. A alma habita no corpo, mas
não provém do corpo; os cristãos estão no mundo, mas não são do mundo. A alma invisível é
guardada num corpo visível; todos vêem os cristãos, pois habitam no mundo, contudo, sua
piedade é invisível. A carne, sem ser provocada, odeia e combate a alma, só porque lhe impede
o gozo dos prazeres; o mundo, sem ter razão para isso, odeia os cristãos precisamente porque se
opõem a seus prazeres.

A alma ama o corpo e seus membros, mas o corpo odeia a alma; também os cristãos amam os
que os odeiam. Na verdade, a alma está encerrada no corpo, mas é ela que contém o corpo; os
cristãos encontram-se detidos no mundo como numa prisão, mas são eles que abraçam o
mundo. A alma imortal habita numa tenda mortal; os cristãos vivem como peregrinos em
moradas corruptíveis, esperando a incorruptibilidade dos céus. A alma aperfeiçoa-se com a
mortificação na comida e na bebida; os cristãos, constantemente mortificados, vêem seu
número crescer dia a dia. Deus os colocou em posição tão elevada que lhes é impossível
desertar.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Quando estiverem desanimados lembrem-se do PORCO!

Posto aqui uma interessante história para uma boa reflexão...

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça..
Um dia ele descobriu que seu vizinho tinha este determinado cavalo.
Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo. Um mês depois
o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário que disse:
-Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento
durante três dias. No 3º dia eu retornarei e caso ele não esteja
melhor será necessário sacrificá-lo.
Neste momento, o porco escutava a conversa.
No dia seguinte, deram o medicamento e foram embora... O porco se
aproximou do cavalo e disse:
-Força amigo, levanta daí senão será sacrificado!
No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se
aproximou novamente e disse:
-Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer! Vamos lá, eu te ajudo
a levantar.

Upa! Um, dois, três...
No terceiro dia, deram o medicamento e o veterinário disse:
-Infelizmente vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode
contaminar os outros cavalos.
Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:
-Cara, é agora ou nunca! Levanta logo, upa! Coragem! Vamos, vamos!
Upa! Upa! Isso, devagar! Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal,
agora mais depressa, vai... fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa!
Upa! Você venceu campeão!
Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:
-Milagre! O cavalo melhorou, isso merece uma festa!Vamos matar o porco!

Pontos de Reflexão: Isso acontece com freqüência no ambiente de
trabalho. Ninguém percebe qual é o funcionário que realmente tem
mérito pelo sucesso, ou que está dando o suporte para que as coisas
aconteçam.

SABER VIVER SEM SER RECONHECIDO É UMA ARTE!

Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um
profissional, lembre-se:

Amadores construíram a Arca de Noé

e profissionais o Titanic.

PROCURE SER UMA PESSOA DE VALOR, AO INVÉS DE SER UMA PESSOA DE SUCESSO!

O sucesso é conseqüência!


Um abraço e boa semana a todos!!
Pe. Renato.